X Contos Eroticos » Porno » Suruba feita pelo meu marido

Suruba feita pelo meu marido

  • 28 de fevereiro de 2021
  • 5269 views

Como já tive oportunidade de comentar, meu marido adora sacanagens, festas, surubas, saunas, boates, cinemas pornô, etc., nós temos toda a liberdade do mundo para sair com quem quisermos, a hora que quisermos, temos liberdade para falar dos nossos desejos e taras pessoais, fantasiamos seguidamente com quem gostaríamos de sair ou pelo menos ter um enrosco erótico.

Sempre falei para ele da tesão que sinto por um primo meu que é a cara do Tom Cruise, ele é alto, moreno, coxas grossas, uma tesãozinha… Ele sempre recomendou que eu fosse a luta, mas eu nunca tive coragem, pois se pintar sujeira em família a coisa fica muito ruim.

Ele possui um grupo de amigos com quem joga futebol, vai a pescarias e com quem seguidamente organiza surubas e festas do cabide, contratando inclusive moças de programa para animação e farra.

Em algumas dessas festas mulheres não entram, somente participam as contratadas como garotas de programa ou então as que foram contratadas para fazer algum tipo de show.

A muito tempo venho manifestando minha curiosidade e vontade de ver como rola a sacanagem nestas orgias organizadas e a venho cantando o meu marido para me deixar pelo menos espiar o que acontece nestas ocasiões.

Sempre o impecilho era um único, vários participantes destas festas me conhecem e nem sonham que nós transamos este tipo de relacionamento aberto e sacana e como poderia participar sem ser reconhecida?

Cansei de insistir e até já havia desistido e perdido as esperanças quando certo dia RC me comentou que na sexta-feira haveria uma festa em uma casa na zona sul da cidade e que eu seria uma das garotas de programa que lá estaria, para atender aos clientes (amigos).

Levei um susto.. e perguntei como seria possível? E aquele receio todo de ser reconhecida… eu não iria de modo algum…

Ele só comentou calma, que depois vais entender.

Na quinta feira ele trouxe uma caixa e mandou que eu experimentasse o que estava ali dentro.

Abri e era um macacão de couro brilhoso, super colante que mal cabia em mim, me deixando até com dificuldade de respirar.

O detalhe deste macacão é que ele cobria completamente tudo, inclusive os meus cabelos… Tinha aberturas em todos os buracos penetráveis do meu corpo… possuía uma abertura que deixava minha bunda completamente de fora… minha chaninha a amostra… meus seios e boca ídem…

Eu adorei o visual, tipo mulher gato e resolvemos experimentar para ver como ficaria em caso de transa… ele então enfiou o pau na minha boca, me colocou de pernas para cima e meteu na minha chana… Após deixou escorregar e aproveitando um descuido meu, meteu no meu rabo de uma só vez na mesma posição… Quando quis reclamar ele me deu um tapa do lado do ouvido que me fez gozar de imediato.

O macacão foi aprovado no teste, com louvores, tive queixa apenas quanto ao calor quase insuportável que fazia ali dentro.

Chegada a grande noite lá fomos nós , a dita festa começou às 20:00 hs., e nossa entrada seria mais ou menos as 22:00 hs. Fui encaminhada para a companhia de umas 15 meninas que vestiriam cada uma um tipo diferente de roupa, a minha era de uma gatinha preta, sensual, tinha também de coelhinha, borboleta, fadinha, bruxa, eva, dominadora, etc.

Algumas destas meninas eu já conhecia, pois já havíamos saído com elas e outras eram conhecidas da casa de massagem de uma amiga nossa onde já fizemos mil loucuras e que já tive oportunidade de relatar em outras histórias.

Eram mais de 22:00 hs. Quando mandaram que nos preparássemos para entrar no salão…

Senti um frio na espinha… Já passei por muitas situação, mas esta era completamente diferente, eu estava ali sozinha, pois meu marido estava na platéia e fingiria ser um desconhecido… Com todas minhas partes eróticas a mostra, desfilando e dançando sensualmente para mais de 50 homens, onde eu podia identificar diversos amigos que freqüentavam nossa casa, vizinhos, colegas de trabalho do RC., fregueses de minha Empresa, alguns parentes do meu marido, e… meu priminho…

Me deu uma tremedeira e eu não sabia o que fazer…. Desfilamos para eles… dançamos… eles nos bolinavam… enfiavam a mão… os dedos… a língua nas partes intimas… Para todo lado que se olhava era só gente chupando… mordendo… metendo … As meninas sentavam no colo de um enquanto outros enfiavam o pau na sua boca ou o colocavam entre suas mãos, ou esfregava nos seios…

RC ao ver que estava meio perdida veio ao meu encontro e começou a me bolinar e me beijar…. Adorei, pois me senti mais segura (por pouco tempo)… Ele tirou a pica para fora e me fez chupa-lo no meio do salão… Nisso senti que estava sendo agarrada e aberta por trás… senti ser penetrada por um pau extremamente duro… olhei e vi apavorada que quem estava me comendo era um amigo íntimo do meu marido que estava sempre lá em casa… Um pouco mais adiante, a uns três metros de onde estava via meu priminho sendo chupado por uma das meninas… Cada vez eu ficava mais apavorada e também mais excitada…

Naquela noite meu marido queria mesmo era me sacanear, discretamente saiu do meu lado, me deixando sozinha e a mercê de um monte de homens que estava me cercando… Eu fiquei olhando e imaginando o que ele iria aprontar… como quem não quer nada foi até onde estava meu priminho e deu um jeito de traze-lo para junto de mim…

Quando percebi a intenção tentei fugir… tentei sair daquele canto… mas não deu… Em poucos momentos minha tesão estava com um picão completamente duro e intumescido tentando enfiar na minha boca., enquanto bolinava meus seios… Não queria chupar…. tentei tirar e fechar a boca… meu marido me deu um tapa na bunda me deixando marcada e encharcada de tesão… Me disse chupa putinha… cadela… Não resisti e abri a boca sendo penetrada por uma pica que sempre sonhava chupar…

Meu marido então aproveitou e enfiou a pica na minha chana que estava completamente arreganhada pela posição em que eu me encontrava… Após um tempo sugeriu ao meu priminho uma troca de posição… Eu já não tinha mais forças para resistir e acabei gozando com um pau da família dentro de mim…

Após isto eles ainda fizeram troca-troca, metendo no meu cuzinho…. Vi que o meu marido não parava de falar, olhei para trás e o FDP estava organizando uma fila para que metessem em mim… o jogo era o seguinte cada um dava três ou quatro estocadas e tirava, dando lugar para outro.

Para piorar minha situação, meu marido me agarrou no colo, enfiando a pica na minha chana e me fez colocar as pernas na sua cintura, como estávamos de pé isto fez com que meu rabinho ficasse completamente escancarado e aberto para quem quisesse brincar com ele.

Perdi as contas de quantos paus meteram em mim… Na minha chana… no meu rabo… na minha boca…

Adorei a festa… Matei minha curiosidade e nunca mais quero ir, valeu a primeira vez…

Hoje ao recebermos a visita de algum amigo, parente, vizinho ou conhecido com a família e eu me lembro que ele estava naquela festa fico louquinha para contar que ele comeu meu rabo, minha chana ou gozou na minha boca ou seios…

Sinto a maior tesão em guardar este segredo comigo…

Quanto ao meu marido, não esqueci do que ele me fez… Mais uma vez ele aprontou de forma surpreendente, me pegando desprevenida e me deixando indefesa e sem possibilidade de reação, mas já estou aprontando o troco para ele. Aguardem que brevemente contarei o que vou fazer… ele se lembrará para sempre…

Contos relacionados

Comentários

Uma resposta para “Minha amante casada”

  1. Ad disse:

    Gosto de passivo sou ativo de Salvador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 - X Contos Eroticos